2.2.09

Coisas que se dizem...

Uma coisa que eu nunca disse a uma mulher:

- Tu cheiras a sexo!

Coisas que eu já disse a uma mulher:

- Tu cheiras a frito!
- Tu cheiras a gato!

17 comentários:

alfabeta disse...

lol

Andar a cheirar a sexo quer dizer muita coisa!

Moi disse...

Talvez conheças o tipo de mulher menos... limpa... Who knows!

Pax disse...

Não sei porquê mas todas as frases que metam "cheiras a" (a menos que seja um nome de um perfume ou flor) soam mal!

;)

Afrodite disse...

A imagem que ai tens não é aquela tara chinesa ou japonesa não??? Que querem miniaturas de animais e deixam-nos assim dentro de vidros :(...esses gajos amarelinhos, deviam aprender umas coisas, deviam deviam!

Quanto ao post :):
Tu cheiras a sexo nunca me disseram, sou muito lavadinha :)...
Cheiras a fritos já li várias vezes eheheheheheh...e não era sobre comida.
Cheirar a gato...hmmm...não mas tens pelos de gato pela tua roupa toda sim! E é aborrecido! Deveras!

E que coisas já ouviste tu de uma mulher? Isso é que interessa saber :)!

Abreijinhos e boa semaninha

Maldonado disse...

Então tens tido azar, pois tens conhecido mulheres alérgicas à higiene... :))
Cheirar a sexo é uma expressão ambígua, pois tem um sentido conotativo e denotativo... :S

Bruno disse...

Alfa, és beta? Desculpa, piada básica.

Tens razão, cheirar a sexo quer dizer muita coisa, mas é um daqueles odores que têm o seu momento.

Bruno disse...

Olá, Moi! Rima e é capaz de ser verdade.

Não sei. Acho que as mulheres da minha vida são todas bastante lavadinhas. Eu é que vou lá conspurcar aquela regalo de pureza. Sou um traste.

Bruno disse...

Pax,
frases que podem soar bem e que comecem por "cheiras a"

- Cheiras a mel!
- Cheiras a maresia!
- Cheiras a fresco
- Cheiras a liberdade
ou
- Cheiras a chamuças! - se ela tiver pinta de indiana!

Bruno disse...

Afro,
é verdade, a imagem é daquele hábito que mais não é do que um mito urbano: o bonsai-cat.

Não vou à bola com gatos, devo confessar-te. Ainda ontem tive um a roçar-se na minha perna como se eu o conhecesse de algum lado, e não contente, decidiu subir para cima do sofá e sentar-se atrás da minha cabeça, como se eu precisasse de almofada. Sinto que dentro de um gato existe sempre alguém que reencarnou e que tinha na existência anterior hábitos de crueldade para com os seus pares humanos, e que agora sofre, dentro da pele de um felino doméstico. Sinto naqueles olhos alguém que já praticou o mal...

O que eu ouvi de uma mulher. escrevo outro comentário, e explico isso.

Bruno disse...

Afro, é para ti. O que ouvi eu de uma mulher...

Não tenho nenhuma tara com o meu cheiro. Procuro que seja natural, afinal a pele tem um cheiro natural e mascará-lo é libertarmo-nos da nossa essência. É como esconder uma pintura de Da Vinci por detrás de uma pintura da Dina Aguiar.

Já me disseram que gostavam do meu cheiro. Já me disseram que adoravam o meu cheiro. Já se agarraram ao meu pescoço e ao resto à procura do meu cheiro. Já me disseram que parecia que tinha tomado banho em perfume. Há dias assim, e naquele dia provavelmente exagerei na dose (nem sequer sou gajo de usar perfumes). Já olhei para a sola do sapato para me certificar de que aquele cheiro não provinha de mim.

Gosto daqueles dias em que me sinto naturalmente com bom cheiro. Há dias em que sais do duche, tocas a sineta para aquilo não oxidar e depois reparas que estás com um cheirinho que te faz pensar que o dia vai correr melhor. Hoje sinto-me cheiroso. É um desses dias.

Bruno disse...

Mal,
não diria que tenho tido azar. Nunca ter encontrado uma mulher que me parecesse que cheirava a sexo parece-me positivo. No sentido denotativo.

Quanto às outras, cheirar a frito por vezes acontece, quando se passa muito tempo na cozinha, ou quando se cozinha. Só quem não fritou nada em casa, não sabe como são estas coisas. Não é agradável, mas há coisas piores.

E neste caso, a relação era suficientemente próxima e despudorada para que pudesse dizê-lo (era a verdade) sem causar constrangimento. Ainda para mais, é uma mulher com cheiro de fazer subir paredes.

E cheirar a gato, enfim, também não posso considerá-lo a pior coisa do mundo.

Mas conheci mulheres com cheiros maravilhosos. E, meninas, um bom cheiro não é tomar banho em perfume. É usá-lo com parcimónia. E quando falo em cheiros maravilhosos, falo no cheiro da pessoa e não no cheiro do perfume que se usa. Falo do cheiro da pele. Daquela textura olfactiva que se desenha à medida que o nariz percorre o mapa dos odores.

Pax disse...

Mas repara no que isso pode querer dizer:

- Cheiras a mel!
(andaste a agarrar cortiços)
- Cheiras a maresia!
(o último banho que tomaste foi no mar)
- Cheiras a fresco
(andas com pouca roupa)
- Cheiras a liberdade
(saíste da cadeia na semana passada)
ou
- Cheiras a chamuças!
(tens gordura até no cabelo)

Lol, pronto, admito, é forçado mas prefiro mesmo o cheiro de flores :)

Afrodite disse...

Agradecida pela atenção dispensada na resposta demorada :).

Sabes, eu e gatos não eramos de todo compatíveis, até que um dia...encontrei uma casa de torturas (um local de venda de animais, onde são criados sem condições) e vi lá o gatinho cabeçudo...de olhos bem abertos, ramelinhas nos cantinhos dos olhos e que parecia pedir que o levasse comigo. Pois eu sempre tive cães e nunca fui à bola com felinos (embora seja eu tigre no signo chinês ehehehe) mas aquele bicharoco...tinha algo de diferente e olha...não resisti. Lá trouxe o Félix para casa, ainda muito bébé, alimentei-o de hora em hora nos primeiros dias... mal dormi. Se mudei a opinião em relação a gatos? Não :). Continuo a achar que são manhosos e falsos...mas...aprendi a gostar e a conviver com o meu felino pequenino. De certa forma eu respeito-o e ele a mim, partilhamos um espaço e partilhamos carinhos quando lhe apetece e quando me apetece, não coincide este tempo na maior parte das vezes. Já sabe que eu mando ehehehhe! É um ser engraçado cheio de personalidade e mau feitio...já não me vejo sem ele!
Ah e perdoou-me ter-lhe tirado os tintins :)! Grande capacidade de perdão!
Essa de serem encarnações de pessoas...uiiii...olha que até faz sentido. Os japoneses acreditam nisso...
Quanto ao mito dos cat bonsai...espero mesmo que seja mito, goste ou não dos gatitos, sendo um ser vivo, respeito-o e não me parece nada bem o que se diz que é feito.

Abreijinhos :)

Afrodite disse...

Bruno, achei piada a isso dos cheiros porque chamam-me perdigueira, sou a mulher do olfacto :).
Já rejeitei alguns porque o cheiro não me dizia nada...ou melhor, dizia, negativamente. E é isso mesmo, não é uma questão de perfume, é uma questão de pele...de quimica :)!


Abreijinhos e obrigada pelos comentários :)

Anónimo disse...

Ahahahah, Bruno és tão delicado e educado.
Meu caro Bruno realmente se não houver higiene é um odor desagradável! Mas com diplomacia pode-se dizer "cheiras a sexo", dependendo da conotação que se queira dar, mas de forma subtil. Há muita boa gente que não sabe o que é ser diplomata.

Gostei do seu post

Um abraço

Bruno disse...

Afro,
obrigado pelo comentário.
Ainda bem que te dás com gatos e que te entendes à tua maneira com ele.
Pois eu não consigo deixar de ver naqueles olhos alguém perturbado, alguém condenado à forca ou que encarna o mal. Alguém que está enclausurado naquela cabeça de gato.
Mas isto são as minhas cenas...

Bruno disse...

Anónimo,
grato pelas palavras.
Não sou mais delicado do que aquilo que deveria ser normal ser-se. E quanto à educação é também um uma forma de ser sem nada de extraordinário.

Sim, dizer "cheiras a sexo" em determinadas circunstâncias é até um excelente estímulo. Mas não como complemento de uma conversa de café, por exemplo.

Um dia alguém me disse que os meus dedos cheiravam a sexo. Mas foi dito com agrado e um sorriso nos lábios. Nos lábios da boca e talvez não só.